sexta-feira, 22 de maio de 2015

Oooops

Depois de analisar e voltar a analisar e analisar mais uma vez a factura, diz-me para a guardar porque não concorda com o valor e tem que falar com determinada pessoa sobre o assunto. Afasta-se um pouco e começa a resmungar: "deve estar a sonhar, cinco mil euros? Foda-se! Está louco...não...nem pensar". Fico a olhar para a factura que ainda é manual, e penso que o dois está mal feito, deve ter trocado os números e chamo a atenção que não é cinco mas dois. O olhar dele é fulminante, não gosta que o chamem a atenção porque acha que nunca se engana. Devolve-me outro olhar que me mete medo, chega-se perto e aponta para um número: "O que é isto caralho? Não é um cinco?" e eu respondo "sim, é um cinco, mas isso é o nr. de contribuinte". Retira-se sem me olhar e eu engulo uma gargalhada até ficar segura que estou sozinha.

3 comentários:

  1. És o braço direito do gajo, presumo...
    O teu texto está muito bem bem narrado!

    Um Abraço!
    :)))

    ResponderEliminar
  2. Credo, que animação, e que boa disposição...
    :O

    ResponderEliminar